Associação Empresarial dos Sectores Eléctrico, Electrodoméstico, Fotográfico e Electrónico

A nova Etiqueta Energética

25 de Fevereiro de 2021

A etiqueta energética está a mudar. Ao abrigo de novos regulamentos europeus, está neste momento em curso um processo de reescalonamento das etiquetas energéticas para algumas famílias de produtos. Em consequência deste processo está a ser introduzida uma nova geração de etiquetas, com novas classes de eficiência energética, de A a G e sem “+”. As novas etiquetas diferem das atuais não só no formato e no grafismo, mas também nas metodologias de cálculo das classes de eficiência energética, sendo as metodologias da nova etiqueta mais exigentes. Assim, ainda que os consumos e demais características técnicas dos produtos permaneçam inalterados, é expetável que as novas etiquetas apresentem classes de eficiência energética mais baixas que as atuais.

 

Na prática, já em 2021 serão visíveis nas lojas físicas e online novas etiquetas para cinco grupos de produtos:

  • Aparelhos de refrigeração, como frigoríficos e congeladores, incluindo aparelhos de armazenagem de vinhos;
  • Máquinas de lavar roupa e máquinas combinadas de lavar e secar roupa;
  • Máquinas de lavar louça;
  • Ecrãs eletrónicos, incluindo televisores, monitores e ecrãs de sinalização digitais;
  • Fontes de luz (lâmpadas).

 

Para além das novas etiquetas energéticas, que está previsto os consumidores venham a encontrar nas lojas a partir de março de 2021 ou setembro de 2021 (no caso das fontes de luz), são também estabelecidos requisitos de eficiência energética, reparabilidade e reciclabilidade, aplicáveis aos produtos colocados no mercado a partir dessas datas.

 

Nesse sentido, a AGEFE tem acompanhado não apenas a introdução da nova geração de etiquetas energéticas, mas em termos mais globais, a aplicação dos novos regulamentos de ecodesign e etiquetagem energética. Desde a publicação destes regulamentos, no final de 2019, que, com vista a apoiar as suas associadas, a AGEFE tem divulgado informação própria, organizado momentos de discussão e respondido a diversas questões.

 

Em paralelo, a AGEFE tem colaborado com diversas entidades, a nível europeu e a nível nacional, com o objetivo de esclarecer os consumidores, os retalhistas e restantes intervenientes sobres estas mudanças.

 

A nível Europeu, fruto do trabalho de parceira com a APPLiA, associação europeia que representa a indústria dos eletrodomésticos, foi desenvolvido um site dedicado à nova etiqueta energética que está disponível em Português. Já no plano nacional, a AGEFE tem trabalhado em articulação com a Direção-Geral de Energia e Geologia e os representantes locais de dois projetos europeus dedicados à comunicação das “novas Etiquetas Energéticas”, o LABEL 2020, liderado pela ADENE (Agência para a Energia), e o BELT, que conta com o envolvimento da DECO e da SONAE. Como resultado do trabalho destes projetos estão disponíveis para o público um conjunto diversificado de materiais informativos e de esclarecimento.

 

Assim, para obter informação adicional sobre a nova etiqueta energética, sugerimos a consulta das páginas The Energy Label e Nova Etiqueta Energética, ambas em português.

 

 

Exemplos da antiga e da nova etiqueta energética para Máquinas de Lavar Loiça

 

Etiqueta AntigaNova Etiqueta