Associação Empresarial dos Setores Elétrico, Eletrodoméstico, Eletrónico e das Tecnologias da Informação e Comunicação

AGEFE apela à renovação urgente dos equipamentos de diagnóstico por imagem no SNS

25 de Outubro de 2021

O Grupo de Imagem Médica da AGEFE, conjuntamente com as Associações de Profissionais de Saúde APRANEMN (Associação Portuguesa de Radiologia, Neurorradiologia e Medicina Nuclear) e ATARP (Associação Portuguesa dos Técnicos de Radiologia, Radioterapia e Medicina Nuclear), dirigiu uma Carta Aberta ao Governo em que alerta para a Urgência na Renovação dos equipamentos de diagnóstico por imagem no Serviço Nacional de Saúde (SNS).


Na Carta, apresentam-se as vantagens da renovação e destacam-se os custos desnecessários que a obsolescência dos equipamentos de diagnóstico por imagem disponíveis no SNS impõe aos portugueses, quer no que respeita à sua saúde (ao nível da qualidade de diagnóstico e tratamento, bem como em matéria de conforto e proteção), quer na eficiência da gestão dos recursos públicos. Destaca-se também a ausência de uma caracterização atualizada do parque de equipamentos e apontam-se sinais de agravamento da situação na última década.


Perante esta realidade, que se arrasta há anos, e a completa omissão da proposta do Orçamento do Estado para 2022 quanto a esta matéria, é endereçado um apelo ao Governo para que:


§ Assegure a execução das verbas e investimentos previstos no Orçamento de Estado para 2021 nesta área;

§ Assegure a mobilização dos fundos necessários para a substituição, designadamente no OE para 2022, dos equipamentos obsoletos do Serviço Nacional de Saúde;

§ Avance, de forma urgente, com o levantamento e caracterização do parque de equipamentos de diagnóstico por imagem do Serviço Nacional de Saúde e que o mantenha atualizado por forma a poder monitorizar o seu perfil etário;

§ Promova o desenvolvimento de orientações quanto à gestão do ciclo de vida dos equipamentos de diagnóstico por imagem. 


  Downloadcarta aberta